PÁGINA INICIAL DICIONÁRIO          LITERATURA                 QUEM SOMOS              FALE CONOSCO                    100 ERROS               SIMULADOS

O entendimento de um texto, ainda o elemento básico da comunicação humana, implica uma análise: a sua decomposição em
partes. Só assim, o seu entendimento é possível. Como analisar um
texto e interpretá-lo é nosso objetivo .

Interpretar exige raciocínio, discernimento e compreensão do mundo.

A palavra interpretar vem do latim interpretare e significa explicar, comentar  o sentido dos signos ou símbolos.
Tal vocábulo corresponde ao grego análysis, que tem o sentido de decompor um todo em suas partes, sem decompor o todo, para compreendê-lo melhor.

Interpretar um texto é penetrá-lo em sua essência, observar qual é a ideia principal, quais os argumentos
que comprovam a ideia, como o texto está escrito. Em suma, procurar interpretar  corretamente um texto é ampliar seus horizontes existenciais.


Saber ler corretamente

Ler adequadamente é mais do que ser capaz de decodificar as palavras.
O interessado deve aprender a “enxergar” todo o contexto denotativo e conotativo. É preciso compreender o assunto principal,
suas causas e consequências, críticas, argumentações,polissemias, ambiguidades, ironias, etc.

NÃO DEIXE DE LER!
A interpretação de textos, tão comum em provas de Português, sempre foi um martírio para os alunos ou candidatos a concursos
públicos ou vestibulares. A dificuldade é geral e, com certeza, oriunda da falta de treinamento. As pessoas têm pouca disposição
de mergulhar no texto; elas conseguem, obviamente, lê-lo, mas não aprofundam a leitura, não extraem dele aquelas informações
que uma leitura superficial, apressada, não permite.

Não tenha medo da interpretação de textos.

Tipologia textual

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Tipologia textual
é a forma como um texto se apresenta. As tipologias existentes são: descrição,
narração, dissertação, exposição, injunção, diálogo e entrevista.
É importante que não se confunda tipo textual
com gênero textual.

Tipos

Explicação

O objetivo do texto é passar conhecimento para o leitor. Nesse tipo textual, não se faz a defesa de uma ideia.
Exemplos de textos explicativos são os encontrados em manuais de instruções.


Informativo
Texto informativo, tem a função de informar o leitor a respeito de algo ou alguém, é o texto de uma notícia de
jornal, de revista, folhetos informativos, propagandas. Uso da função referencial da linguagem, 3ª pessoa do singular.
3ª pessoal do plural.


Descrição
Um texto em que se faz um retrato por escrito de um lugar, uma pessoa, um animal ou um objeto. A classe de
palavras mais utilizada nessa produção é o adjetivo, pela sua função caracterizadora. Numa abordagem mais
abstrata, pode-se até descrever sensações ou sentimentos. Não há relação de anterioridade e
posterioridade. Significa "criar" com palavras a imagem do objeto descrito. É fazer uma descrição minuciosa do objeto
ou da personagem a que o texto se refere.


Narração
Modalidade em que se conta um fato, fictício ou não, que ocorreu num determinado tempo e lugar, envolvendo
certos personagens. Refere-se a objetos do mundo real. Há uma relação de anterioridade e posterioridade. O
tempo verbal predominante é o passado. Estamos cercados de narrações desde as que nos contam histórias
infantis, como o Chapeuzinho Vermelho ou a Bela Adormecida, até as picantes piadas do cotidiano.


Dissertação
Dissertar é o mesmo que desenvolver ou explicar um assunto, discorrer sobre ele. Assim, o texto dissertativo
pertence ao grupo dos textos expositivos, juntamente com o texto de apresentação científica, o relatório, o texto
didático, o artigo enciclopédico. Em princípio, o texto dissertativo não está preocupado com a persuasão e sim,
com a transmissão de conhecimento, sendo, portanto, um texto informativo. Quando o texto, além de explicar,
também persuade o interlocutor e modifica seu comportamento, temos um texto dissertativo argumentativo.


Exposição
Apresenta informações sobre assuntos, expõe ideias; explica, avalia, reflete. (analisa ideias).
1. Estrutura básica:
2. ideia principal;
3. desenvolvimento;
4. conclusão.
Uso de linguagem clara. Ex: ensaios, artigos científicos, exposições,etc.

Injunção
Indica como realizar uma ação. É também utilizado para predizer acontecimentos e comportamentos. Utiliza
linguagem objetiva e simples. Os verbos são, na sua maioria, empregados no modo imperativo. Há também o
uso do futuro do presente. Ex: Receita de um bolo e manuais.

Diálogo
Diálogo é uma conversação estabelecida entre duas ou mais pessoas. Pode conter marcas da linguagem oral,
como pausas e retomadas.


Entrevista

Entrevista é uma conversação entre duas ou mais pessoas (o entrevistador e o entrevistado), na qual
perguntas são feitas pelo entrevistador para obter informação do entrevistado.

Algumas dicas para uma boa interpretação de texto

Os alunos afirmam gratuitamente que a interpretação depende de cada um. Na realidade isto é para fugir a um problema que não é de difícil solução por meio de sofisma (argumento aparentemente válido, mas, na realidade, não conclusivo, e que supõe má fé por parte de quem o apresenta).

Podemos, tranquilamente, ser bem-sucedidos numa interpretação de texto. Para isso, devemos observar o seguinte:

01. Ler todo o texto, procurando ter uma visão geral do assunto;
02. Se encontrar palavras desconhecidas, não interrompa a leitura, vá até o fim, ininterruptamente;
03. Ler, ler bem, ler profundamente, ou seja, ler o texto pelo menos umas três vezes;
04. Ler com perspicácia, sutileza, malícia nas entrelinhas;
05. Voltar ao texto tantas quantas vezes precisar;
06. Não permitir que prevaleçam suas ideias sobre as do autor;
07. Partir o texto em pedaços (parágrafos, partes) para melhor compreensão;
08. Centralizar cada questão ao pedaço (parágrafo, parte) do texto correspondente;
09. Verificar, com atenção e cuidado, o enunciado de cada questão;
10. Cuidado com os vocábulos: destoa (=diferente de ...), não, correta, incorreta, certa, errada, falsa, verdadeira, exceto, e outras; palavras
que aparecem nas perguntas e que, às vezes, dificultam a entender o que se perguntou e o que se pediu;
11. Quando duas alternativas lhe parecem corretas, procurar a mais exata ou a mais completa;
12. Quando o autor apenas sugerir ideia, procurar um fundamento de lógica objetiva;
13. Cuidado com as questões voltadas para dados superficiais;
14. Não se deve procurar a verdade exata dentro daquela resposta, mas a opção que melhor se enquadre no sentido do texto;
15. Às vezes a etimologia ou a semelhança das palavras denuncia a resposta;
16. Procure estabelecer quais foram as opiniões expostas pelo autor, definindo o tema e a mensagem;
17. O autor defende ideias e você deve percebê-las;
18. Os adjuntos adverbiais e os predicativos do sujeito são importantíssimos na interpretação do texto.
Ex.: Ele morreu de fome.

de fome: adjunto adverbial de causa, determina a causa na realização do fato (= morte de "ele").
Ex.: Ele morreu faminto.

faminto: predicativo do sujeito, é o estado em que "ele" se encontrava quando morreu.;
19. As orações coordenadas não têm oração principal, apenas as ideias estão coordenadas entre si;
20. Os adjetivos ligados a um substantivo vão dar a ele maior clareza de expressão, aumentando-lhe ou determinando-lhe o significado.

FINALIZANDO

Leitura: Quem quer interpretar bem um texto, precisa ter esse hábito pra lá de saudável. Quem lê aprende muitas coisas,
além de ganhar uma bagagem de conhecimento que sempre será útil para a compreensão textual.


Releitura
: Ficou na dúvida, a primeira leitura não foi suficiente para entender o texto? Releia. Faça isso com cuidado e atenção,
não deixe nenhuma informação escapar, pois ela pode ser importante para a compreensão global do texto.


Dicionário
: Encontrou alguma palavrinha desconhecida? Não tenha preguiça de procurar seu significado em um dicionário. Mas lembre-se:
faça isso quando acabar de ler, não precisa interromper a leitura para consultar o verbete, já que a interrupção pode atrapalhar na construção de sentidos do texto.


Faça inferências
: Quando inferimos, concluímos ou deduzimos algo a partir do exame dos fatos. Inferir significa raciocinar sobre aquilo que está
sendo lido, portanto, abra sua cabeça e analise todos os elementos do texto, eles podem nos dar boas pistas sobre aquilo que o autor quer dizer.


Fragmente os parágrafos:
 Se você tem dificuldades para compreender um texto por completo, não se preocupe: leia atentamente cada
parágrafo e faça anotações sobre as ideias principais que ele apresenta. Com treino e dedicação, em pouco tempo você será capaz de fazer as
relações de sentido entre todos os parágrafos do texto.


Atenção: o mais importante elemento para quem quer aprender chama-se DISPOSIÇÃO. Quem realmente quer deixar de lado as dificuldades,
treina e dedica-se para ser maior do que elas. A interpretação de texto não é um exercício exclusivo da língua portuguesa, pois quem entende
bem o que lê consegue resolver questões da matemática, da física, biologia e das mais diversas áreas do conhecimento. Interpretar um
texto de maneira eficiente é um passo importantíssimo para alavancar o aprendizado. Por isso, deixe de lado a preguiça, mãos à obra e bons estudos!