PÁGINA INICIAL DICIONÁRIO          LITERATURA                 QUEM SOMOS              FALE CONOSCO                    100 ERROS               SIMULADOS

 

Período Composto

Leia um fragmento da obra São Bernardo, de Graciliano Ramos.
Dê atenção aos períodos.


“Ponho a vela no castiçal, risco um fósforo e acendo-a. Sinto um arrepio. A lembrança
de Madalena persegue-me. Diligencio afastá-la e caminho em redor da mesa.”

O fragmento está constituído por quatro períodos, respectivamente: período composto, período simples, período simples e período composto.

Observe que o período é marcado pelo ponto final, ponto de interrogação e ponto exclamação, pois são os sinais que ao usarmos finalizando
uma ideia, marcamos o início seguinte com letra maiúscula.

Lembre-se ainda que o período simples é constituído por uma oração e o período composto, por duas ou mais orações e que a oração é
formada com verbo: um verbo, uma oração; dois verbos, duas orações; três verbos, três orações, e assim sucessivamente.

O período, portanto, pode ser simples (uma oração, portanto um único verbo, chamado de oração absoluta), composto por coordenação,
composto por subordinação, composto por coordenação e subordinação. Veja:

Período Composto: Período composto é aquele formado por duas ou mais orações. Há dois tipos de períodos compostos:

Período composto por coordenação: quando as orações não mantêm relação sintática entre si, ou seja, quando o período é formado por
orações sintaticamente independentes entre si. : quando as orações não mantêm relação sintática entre si, ou seja, quando o período
é formado por orações sintaticamente independentes entre si.

    Ex. Esteve na escola, mas não entrou.

Composto por subordinação: é o período formado por uma oração principal e por uma ou mais orações subordinadas. A oração é
chamada subordinada quando, por apresentar sentido incompleto, subordina-se a outra, chamada principal. Há entre a
oração subordinada e a oração principal uma relação de dependência.

          Ex. Não sei se ela voltará para casa.
                    
OP        Oração subordinada

Composto por coordenação e subordinação (período misto): é o período formado tanto por orações dependentes quanto por
orações independentes.

            Ex. Fomos à casa da vizinha, conversamos bastante

  

Período Composto por Coordenação
Um período composto por coordenação é formado por orações coordenadas, que são orações independentes sintaticamente,
ou seja, não há qualquer relação sintática entre as orações do período.

IPC: Para identificar se as orações são independentes, coloque um ponto final ao término de cada uma delas e verifique se o sentido fica
completo. Observe:

Fui à escola, Entrei na sala, cumprimentei o professor. (
Fui à escola. Entrei na sala. Cumprimentei o professor ) Perceba que
há sentido usando ponto final.

Há dois tipos de orações coordenadas:

1. Orações Coordenadas Assindéticas

São as orações não iniciadas por conjunção coordenativa.

Ex. Chegamos a casa, tiramos a roupa, banhamo-nos, fomos deitar.

2. Orações Coordenadas Sindéticas

São cinco as orações coordenadas, que são iniciadas por uma conjunção coordenativa.

a) Aditiva: Exprime uma relação de soma, de adição.

Conjunções: e, nem, mas também, mas ainda.

Ex. Não só reclamava da escola, mas também atenazava os colegas.

b) Adversativa: exprime uma idéia contrária à da outra oração, uma oposição.

Conjunções: mas, porém, todavia, no entanto, entretanto, contudo.

Ex. Sempre foi muito estudioso, no entanto não se adaptava à nova escola.

c) Alternativa: Exprime idéia de opção, de escolha, de alternância.

Conjunções: ou, ou...ou, ora... ora, quer... quer.

Estude, ou não sairá nesse sábado.

d) Conclusiva: Exprime uma conclusão da idéia contida na outra oração.

Conjunções: logo, portanto, por isso, por conseguinte, pois - após o verbo ou entre vírgulas.

Ex. Estudou como nunca fizera antes, por isso conseguiu a aprovação.
    
 Estudou como nunca fizera antes; conseguiu,pois, a aprovação..
    
 Estudou como nunca fizera antes; conseguiu a aprovação, pois..

e) Explicativa: Exprime uma explicação.

Conjunções: porque, que, pois - antes do verbo.

Ex. Conseguiu a aprovação, pois estudou como nunca fizera antes.

IPC:  • A conjunção que pode ter valor aditivo.
           
Exemplo: Aquela criança chora que chora.
         
• A conjunção que pode ter valor adversativo.
           
Exemplo: Todos poderão fazer isso que não vós.

          • A conjunção e pode ter valor adversativo.
             Exemplo: Ele estudou bastante e não passou.

          • A conjunção pois pode ser explicativa e pode ser conclusiva.
             Exemplos: O relógio é de ouro; não enferruja,
pois . (conclusiva)  ( A conjunção aparece depois do verbo )
                               
Não chore, pois não vale a pena. (explicativa) ( A conjunção aparece antes do verbo )